Até quando tentarão nos enganar?

"Cabos eleitorais do Serra", por Carlos Latuff

Do Blog Amigos da Rua Gonçalo de Carvalho:

Este blog apoia Dilma Rousseff para Presidenta do Brasil

Essa campanha eleitoral será inesquecível para muita gente.

Inesquecível, porque nunca se viu uma campanha eleitoral tão rasteira, de tão baixo nível, como o que tem sido protagonizada pelos apoiadores do candidato oposicionista Serra e não apenas no horário eleitoral. Denúncias, acusações infundadas, difamação, argumentos ridículos e falaciosos pipocam no horário eleitoral, panfletos, telemarketing injurioso e ainda inundam nossas caixas de e-mails com mentiras e mais mentiras. E, se não bastasse, ainda muito dessa baixaria tem apoio ou origem na grande mídia.

Por que o desespero dessa mídia em ver o candidato que apoiam, mesmo sem abrirem o voto, eleito presidente do Brasil?

O que eles realmente ganharão com isso? O que eles tanto temem com a derrota de seu candidato? Que interesses estarão sendo ameaçados?

A grande mídia, salvo honrosas exceções, tem se comportado de maneira deplorável, tentando manipular o resultado eleitoral de maneira grosseira e ridícula. Isso culminou a tentativa da Rede Globo de “bombar” uma suposta “agressão” sofrida pelo candidato Serra no Rio de Janeiro, logo desmascarada por uma reportagem do SBT. Mesmo assim a Globo tentou criar uma explicação que não convenceu quase ninguém, inclusive seus constrangidos funcionários. A Rede Globo já tem um triste histórico no tema, basta lembrar o caso Proconsult (contra Brizola), a edição do debate entre Collor e Lula em 89 e a tentativa de influir no resultado eleitoral em 2006, que foi frustrado pelo lamentável acidente de avião. Aqui no Rio Grande a RBS (afiliada da Rede Globo) tem posição conhecida contra o PT e  sempre tentar influir nas eleições. Em 1988, na eleição para prefeito de Porto Alegre, seu jornal Zero Hora imprimiu duas pesquisas eleitorais no mesmo dia. Na ocasião a mais recente pesquisa mostrava que Olívio Dutra havia ultrapassado e o jornal estava sendo impresso com essa pesquisa, por interferência de um executivo da empresa os exemplares já impressos foram enviados para municípios bem distantes de Porto Alegre e foi montada nova edição com a pesquisa anterior, que mostrava Britto na frente de Olívio, para tentar dar uma “ajudinha” a seu candidato (e ex-funcionário) preferido. No programa eleitoral na televisão o candidato Olívio esbravejava segurando as duas edições do jornal, mas sem som nenhum. A geração do horário eleitoral pela TV era da RBS e a desculpa apresentada posteriormente foi “o PT tinha gravado o som em canal errado”…

A Globo, RBS, Veja e muitos outros órgãos de imprensa tem excelentes jornalistas e todos sabem que essas decisões de tentarem influenciar a opinião pública de modo fraudulento não é culpa da grande maioria de seus funcionários. Eles são apenas empregados que precisam de seus empregos, a culpa disso é de quem manda fazer! A responsabilidade é de quem exige que seja “fabricada” a farsa.

Mas e na campanha eleitoral? Dá para dizer que o candidato não sabe o que se trama? O candidato que supostamente estaria sendo beneficiado com a baixaria não tem nenhuma ingerência nisso?

Claro que tem. Não dá para imaginar que o candidato não saiba o que está sendo feito, ele não assiste nada do programa eleitoral? Alguém acredita nisso? As acusações repetidas nas entrevistas e debates são apenas “decorebas”, lavaram o cérebro dele ou ele é manipulado pelo marketing de sua campanha?

Um candidato que não consegue controlar a linha de sua campanha eleitoral terá condições de controlar sua equipe de governo?

Percebe-se nitidamente que o candidato Serra sabe muito bem o que é feito e obviamente concorda com esse tipo asqueroso de campanha. Nesse caso, ele tem condições de ser um governante decente? Seu ministério será constituído por pessoas de atuação tão condenável e que ele aparenta ter tanta afinidade, pois continuam participando de sua campanha?

Nós temos posições políticas, mas evitamos posicionamentos partidários aqui. Temos nossos motivos, participamos de Associações, Movimentos de Moradores, Entidades Ambientalistas e outras que lutam pelos direitos da cidadania que tem participantes de quase todos os principais partidos políticos com representação no estado. Alguns de nossos vereadores e deputados – de vários partidos – são merecedores  de nosso respeito e grande admiração por defenderem as causas da cidadania. Só para citar alguns vereadores (apenas citando um por partido): Beto Moesch/PP, Sofia Cavedon/PT, Neuza Canabarro/PDT, Claudio Sebenello/PSDB, Dr. Raul/PMDB, Airto Ferronato/PSB, Toni Proença/PPS e Fernanda Melchionna/PSOL são políticos muito dignos e que honram nossa cidade. Outros, que discordam de nossas opiniões, não deixam de ser respeitáveis e decentes apenas por discordarem de nós.

Decência não é questão de partido político, é questão de caráter!

Vale a pena ler no Blog do Emanuel Mattos:

Fomos enganados, mais uma vez, pela Globo. Até quando?

Por isso, pedimos que pensem bem e votem na candidata Dilma no dia 31.

Artistas e intelectuais estão com Dilma

Celso Antônio Bandeira de Mello

Celso Antônio Bandeira de Mello é um professor universitário brasileiro, titular de Direito Administrativo da Faculdade Paulista de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) desde 1974, onde foi também vice-reitor para assuntos acadêmicos (1973-1976), lecionando cursos de graduação e pós-graduação. Celso Antonio “sem favor algum, é reconhecido no mundo jurídico como o mais destacado expoente do Direito Administrativo no Brasil.”

Fonte: Wikipédia

Dia 31 vote 13!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s