Água e Comunicação: Uma Relação Vital

RECURSOS HÍDRICOS – TEMA DE DEBATE EM PORTO ALEGRE

Conscientizar a população mundial tem sido desafio constante de ambientalistas e dos que despertaram para os problemas que as gerações futuras enfrentarão pelo descaso com o Meio Ambiente. Desafio que o II Fórum Internacional de Gestão Ambiental, através do tema central “Água e Comunicação: Uma Relação Vital”, colocará em debate nos dias 21, 22 e 23 de março, no Teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa, a partir da iniciativa da Associação Riograndense de Imprensa (ARI).

O evento atende o proposto no terceiro parágrafo da Carta de Porto Alegre, lida no final do primeiro Fórum Ambiental, realizado em 2010. Diz o texto que “compete à imprensa manter pauta que fomente um debate permanente sobre as causas e consequências da crise da água, assim como de cobrar do poder público que cumpra e faça cumprir as normas jurídicas protetivas da água. Também cabe à imprensa apontar à sociedade alternativas de usos sustentáveis da água”.

Com este Fórum, a Associação Riograndense de Imprensa (ARI) quer contribuir para um debate avançado sobre os cuidados com nossos recursos naturais e mostrar que a participação da sociedade civil organizada é absolutamente necessária para uma gestão moderna do meio ambiente. As informações completas sobre o Fórum de Gestão Ambiental, incluindo a programação e a ficha de inscrição (gratuita), poderão ser encontradas em www.figambiental.com.br, ou solicitadas pelo e-mail figa@inoveeventos.srv.br, e telefone (51) 3226-6619.

(Conselho Deliberativo e Diretoria Executiva da Associação Riograndense de Imprensa -ARI)

Anúncios

Um pensamento sobre “Água e Comunicação: Uma Relação Vital

  1. O problema da água pode ser dividido em dois momentos, um primeiro em que necessária é a conscientizarão da população e um segundo momento que é a correção dos problemas.
    Muito se fez e muito se faz para incentivar a população, entretanto quando se parte para a resolução do problema são necessárias políticas públicas para tanto. Este é o maior, pois nos dias de hoje o Estado não possui nenhum corpo técnico para tanto, há passeatas, manifestações e simpósios, como o que está havendo, mas isto simplesmente não resolverá nada, pois ações que a população anseia não são postas em prática pelo total despreparo do Estado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s