A casa do Papai Noel em Porto Alegre?

Charge de Eugênio Neves em 2008

Charge de Eugênio Neves em 2008

Parece que o Papai Noel tem uma casa também em Porto Alegre: nossa Câmara Municipal.

Mais uma vez será votada uma importante alteração de regime urbanístico em nossa cidade na época natalina. Em 2008, foi a votação dos projetos da dupla GRE-NAL e OAS no dia 29 de dezembro.

Agora em 21 de dezembro de 2009, será votado o projeto chamado Cais Mauá!

Mas esses presentes não são para toda a população, são para poucos: os poderosos de sempre!

Defenda o Cais Mauá dos Espigões!

Porto Alegre sistematicamente tem virado as costas para seu maior patrimônio natural: o Rio Guaíba. Além do muro que impede que a população tenha acesso ao Cais do antigo Porto, também chamado de Cais Mauá, o poder público estadual jamais investiu um tostão para sua recuperação e preservação.

O Cais do Porto é uma grande área no Centro de Porto Alegre que raramente é utilizada. Eventualmente usam alguns espaços na Bienal do Mercosul e também na Feira do Livro. É muito pouco, para uma área tão nobre da cidade.

O Cais do antigo Porto, Cais Mauá, é Área de Interesse Cultural, deve ser de livre acesso a todos!

E eis que, novamente às vésperas de ano eleitoral, mais uma vez o poder econômico consegue aliados na classe política, desta vez unindo em parceria Governo Yeda e Governo Fogaça – ambos pré-candidatos – para dar privilegiar o uso privado aos espaços públicos, contrariando os interesses, o sentimento e pensamento da população Porto-Alegrense.

É bom lembrar, foram os mesmos interesses econômicos e políticos que mudaram a lei para o projeto Pontal do Estaleiro. Porém, a população que compareceu à Consulta Pública vocalizou um sonoro: Não aos Espigões! Com a esmagadora maioria de 80,7% dos votantes contra o Pontal do Estaleiro.

Agora, o alvo dos espigões é o Cais do Porto, o Cais Mauá.

Querem mudar seu regime urbanístico para permitir a construção de espigões com até 100m de altura, demolir galpões que não são tombados, construir mais um Shopping Center, bem ao lado do Gasômetro e ainda criar cerca de 5.000 vagas de estacionamento no porto. Claro que também querem residências lá… afinal esse é o filé mignon da construção civil.

A desculpa para isso é a criação de lojas, bares, restaurantes disponíveis para o povo. Mas nem se fala em usarem os galpões e prédios majoritariamente para uso CULTURAL, que é o que o povo quer e precisa. Pois isso não dá lucro para os que querem sempre privatizar os espaços públicos.

Nós temos posição: NÃO AOS ESPIGÕES NO CAIS MAUÁ!

O Cais tem que ser recuperado e preservado para usufruto Público e acesso universal, com espaços culturais, lazer e gastronomia a toda população.

Defenda o Cais Mauá dos Espigões!

Compareça na Câmara no dia 21 de dezembro – 14h

17 pensamentos sobre “A casa do Papai Noel em Porto Alegre?

  1. A intenção de defender a orla do guaiba, as areas culturais, evitando a total privatização das áreas públicas é muito boa e positiva.

    Entretanto, quando se fala em ser contra os espigões ocorre é a manipulação das informações, possivelmente, com interesses partidários, algo bastante característico dos portoalegrenses bairristas, tradicionalistas e atrasados.

    Vamos ser realistas:
    1. O poder público não vai investir na revitalização da orla do guaiba tão cedo. Pelo menos não nas próximas décadas. É importante exigir? Sim, mas com os pés na rocha, sendo realistas.
    2. A iniciativa privada está interessada em lucrar com a privatização das áreas públicas? Claro, isso é óbvio. Quem vais investir milhões se não tiver certeza do lucro?
    3. O lucro é algo ruim? Deve ser para aqueles que não sabem lidar com o dinheiro, que acham que lucro é pecado, que o lucro é exploração. São idéias criadas por aqueles que desejam manipular o povo ignorante.

    Então como privatizar sem prejudicar os interesses da população? Simples, jogando as regras do capitalismo.

    Em vez se serem contra os espigões, exijam das incorporadoras áreas de lazer abertas ao público, livre de muros, onde todos tenham acesso. Podem ser praças, parques, calçadões com boa iluminação, fontes e espaços para bares e restaurantes.

    Qual o problema de um shopping ao lado do Gasômetro? Em vez de serem contra, exijam que o projeto fique bom, com um design mais artistico, integrado à paisagem, que o público sinta-se bem.

    Repito: é manipulação política ser contra os espigões, ser contra a privatização. Sim, defendam a Orla do Guaiba, isto é importantíssimo. Mas defendam com inteligência. O foco não deve ser contra os “espigões”, mas contra os projetos mal formulados, segregadores da população.

  2. Acima, mais um típico comentário “concretosco”.

    Quem se posiciona de maneira contrária a seus pensamentos só pode ser:
    “…com interesses partidários, algo bastante característico dos portoalegrenses bairristas, tradicionalistas e atrasados.”
    ou ainda:
    “…idéias criadas por aqueles que desejam manipular o povo ignorante.”
    “…é manipulação política ser contra os espigões, ser contra a privatização.”

    Breve faremos uma postagem sobre a síntese do pensamento “concretosco”.

    • Defenda o Cais Mauá dos Espigões!
      Vamos la pessoa vamos defender nosso blog, O melhor para Porto Alegre é simplesmente deixar como esta, o lixo tomando conta de nossas ruas , pessoas dormindo ao relento se drogando, se prostituindo,roubando. Muros sujos e pichados. Isto é que este blog incentiva… para que o desenvolvimento de nossa cidade? Para que os capitalistas lucrem com ela.
      Me perdoem pelo minha ignorância, mas enquanto tivermos estas pessoas com pensamentos pequenos, nossa cidade ficará sempre atras das grandes petrópolis.

  3. É A “CASA DO PAPAI NOEL” MEXEU COM O “PESSOAL DO OUTRO LADO”.

    *EU QUERO VER TODOS QUE COLOCAM SEUS “PARECERES”, POSIÇÕES, ASSINAREM O COMENTÁRIO, MOSTRAREM A CARA . . .

    TEXTOS ANÔNIMOS NÃO SOMAM NESTE MOMENTO.

    Eduino de Mattos.

  4. Pessoal, me desculpem por meus comentários não terem sido sintéticos.

    Também não pretendo ofender ninguém. Se o fiz, peço desculpas.

    Síntese dos meus pensamentos nos comentários: O urbanismo que integre o ser humano ao ambiente, de maneira ecológica, unindo as construções modernistas com o local inserido, onde todos são participativos no que deve ser ou não construído, sem imposições.

    Abraços
    Gabriel Gonzalez

  5. O Eduardo (?) mandou um longo e, ao nosso ver, agressivo e ameaçador comentário para este “post”.
    Segundo nossos critérios, esse tipo de comentário não é publicado aqui.

    O Gabriel (veja acima) mandou um comentário anterior a esse já publicado que também não foi autorizado por ser muito longo. Mas cabe ressaltar que, ao contrário do Eduardo, não foi ofensivo, agressivo nem ameaçador.
    Como soube o motivo de não ter seu comentário publicado, mandou o comentário acima.

  6. Ecoxiitas…vocês não viram nada ainda..

    Essa história de vocês, essa encheção de saco sem limite que vocês promovem, tem um preço alto a pagar.

    Paciência tem limite, e vocês passaram da conta já, essa cidade não é só de vocês.

    Isso aqui vai virar uma guerra, porque vocês merecem ser dissipados da sociedade, como baratas.

    Preparam-se, daqui em diante vocês irão sofrer consequências severas…

    guerra é guerra.

    • Isso é mais que um comentário “concretosco“, é uma manifestação nazi-fascista!

      Esse tipo de gente dá seu APOIO aos “progressistas” que querem o desenvolvimento do aço e concreto apenas.
      Cabe lamentar que esse tipo de pensamento, acusar os ambientalistas e participantes de entidades de moradores como “Inimigos do Progresso”, encontra eco em nossa Câmara Municipal, basta atentar a pronunciamentos de alguns vereadores da bancada do concreto.

  7. ai que amor vocês, reclamam que a midia não noticia certas coisas, mas censuram os comentarios dos outros por não saber responder.

  8. Ainda em relaçao aos espigoes, so pra lembrar q no projeto original era apenas dois predios numa ponta do Cais (perto da rodoviaria – q ja cheio de espigoes feios diga-se de passagem) e um hotel perto da usina do gasometro… mas agora parece q ja mudou (devido as reclamaçoes em relaçao a altura – provavelmente de vcs hehehe) e agora serao cinco predizonhos perto da rodoviaria.

    Ah, e pq tu nao poem imagens reais do projeto? Se eu nao conhecesse e visse essa coisa q tu desenhou eu tambem seria contra! Por favor, seja imparcial e mostre as verdadeiras imagens do projeto. Ja q tu tem posiçao definida, eh contra, e acha tao horrivel assim nao tem pq nao mostra-las…

  9. Airam:
    Se você visse o “nível” dos comentários “concretoscos”, entenderia o motivo dos comentários serem moderados. Além do que este espaço não é para os xiítas do concreto, eles já tem outros blogs para isso, além da mídia tradicional…

    Bruno:
    Não existe nenhum projeto arquitetônico. Existe um projeto para alterar o regime urbanístico da região. Depois que conseguirem isso, deverá surgir um projeto. O que existe é apenas uma ilustração em 3D (sempre vista de cima, como no caso do Pontal) que serve apenas como propaganda. Um projeto de verdade, não existe!

  10. Olha, q eu me lembre varios grupos se interessaram na revitalizaçao do Cais e cada um fez um projeto diferente, mas no fim esse q tem as imagens foi o vencedor… eh claro q sempre haverao pequenas mudanças (como no caso da altura dos predios, etc.) mas acho q nao deve fugir muito disso nao. E em relaçao a mudar o regime urbanistico da regiao acho q nem precisa pq ja ta cheio de predio naquela parte do centro… Mas se for exatamente como esta nas imagens ia ficar uma maravilha hein! Tu ja viu as ilustraçoes? O q tu achou?

    Em relaçao ao Pontal acho q tu nao deve ter conhecido bem o projeto pois haviam diversas imagens de todos os angulos, inclusive a nivel de rua mostrando o calçadao, a ciclovia e a marina publica.

    Ta, mas pq tu nao aceitou o meu comentario? Nao tem nenhuma ofença e eu ate faço algumas perguntas pra saber mais sobre essa posiçao q tu defende… na descriçao desse blog esta escrito: “Um blog em defesa de uma cidade melhor para todos”. Muitas pessoas acham q o Cais revitalizado vai ser melhor para a cidade do q barrar mais uma vez esses projetos q se arrastam ha decadas, e esse parece ser o melhor projeto ja feito (em termos de arquitetura e opçoes de lazer), pq nao analisa-lo e debate-lo em busca do q sera melhor para a populaçao de Porto Alegre?

  11. Bruno,

    O que será votado na Câmara é apenas o Regime Urbanístico.
    Projeto não passa pela Câmara. Tens outros órgãos na Prefeitura para avaliar e aprovar ou não.

    Não publicamos comentários muito longos, por isso teu comentário anterior não foi publicado.
    Neste blog não estamos querendo convencer ninguém, nem debater com quem adora concreto e aço. Apenas colocamos nossos pontos de vista para os que também pensam como nós.
    Outros blogs defendem outras posições, comentem lá!

  12. Procurei o projeto de lei a ser votado neste blog, e não encontrei.

    Acho que a denúncia feita por este movimento ganharia em clareza, contundência, credibilidade e poder de mobilização se estivesse acompanhada de uma informação que especificasse os pontos polêmicos do projeto, ou de link onde fosse possível acessá-lo.

    Abraço!

  13. Pessoas como tu, Poa Resiste, contibuem imensamente para a cidade de Porto Alegre teimar em ser um mero caminho de passagem de turistas que vão para a Serra Gaúcha.

    É uma lástima, uma vergonha. Esse estímulo ao retrocesso que faz Poa ser desinteressante e desleixada, praticamente em todos os sentidos. Enquanto aquela pouca vergonha da usina do Gasômetro, com o entorno mal cuidado e mal frequentado for ponto turistico, Poa seguirá nessa estagnação.

    Todo mundo evolui, todo mundo cresce.

    Buenos aires, Montevideo, Barcelona, NYC, enfim…todas essas cidades tornaram-se atraentes buscando a integração da cidade com suas águas.

    Enquando isso a orla de Poa segue sendo dormitório de vagabundos, drogados, estupradores, lixo, ratos…

    QUE VERGONHA.

    A cidade atirada da maneira como está, com parques e praças sucateados sem um mínimo cuidado urbanistico…

    Com seus corredores e paradas de ônibus destruídos, vandalizados, pixados..

    Com prédios horríveis caindo aos pedaços no Centro da cidade..

    Com gente atirada para todos os cantos..

    Com invasões ilegais em diversos morros da zona sul..

    E vocês, ao invés de lutarem contra coisas do tipo, ficam lutando contra a evolução, lutando em pról da feiúra, do descompasso..da miséria urbana.

    Pobre Porto Alegre..ter uma mentalidade tão bizarra.

  14. Gostei muito da definição: comentário CONCRETOSCO…
    Tá perfeita a adjetivação, mesmo que a palavra ainda não esteja no dicionário.
    Interessante a argumentação dos CONCRETOSCOS, chegar a dizer que defender a preservação da orla do rio, da natureza e sustentabilidade é MENTALIDADE BIZARRA, eu nunca imaginaria.
    Parabéns, Porto Alegre continua dando bons exemplos para todos nós.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s