Manteremos a mobilização!

Mesmo com o adiamento da votação do projeto Pontal do Estaleiro para o dia 29, após o segundo turno das eleições, as entidades que estão unidas em defesa da orla de nosso Guaíba manterá a mobilização prevista para amanhã, dia 15.

A partir das 8h nossos companheiros estarão em frente da Câmara Municipal para explicar aos que tomaram posição ao nosso lado os sérios problemas que este empreendimento poderá trazer para a cidade e nossa orla.

Participe você também! Venha trocar idéias conosco.

 

Da página da Câmara Municipal:

Pontal do Estaleiro: votação adiada para o dia 29
A votação do projeto Pontal do Estaleiro, prevista para acontecer nesta quarta-feira (15/10), ocorrerá somente após o segundo turno das eleições municipais. A decisão foi tomada nesta terça-feira (14/10), durante reunião da Mesa Diretora e de líderes partidários da Câmara Municipal. A nova data sugerida para a votação é 29 de outubro.
O presidente da Casa, vereador Sebastião Melo (PMDB), considera a matéria de extrema importância para a cidade. “Após o segundo turno, teremos um ambiente mais tranqüilo, evitando que o debate eleitoral seja transferido para o Plenário da Câmara”, disse.
O projeto de lei que trata do Pontal do Estaleiro é subscrito por 17 vereadores e propõe a revitalização urbana da orla do Guaíba, em trecho localizado na Unidade de Estruturação Urbana (UEU) 4036.
Conforme o texto, o projeto para o Pontal do Estaleiro – também conhecido como Ponta do Melo – é classificado como empreendimento de impacto de segundo nível por sua proposta de valorização dos visuais urbanos e da atração turística pelas atividades previstas.

Atualização:

Pontal do Estaleiro: liminar suspende votação do projeto

A Câmara Municipal de Porto Alegre recebeu, às 18h30min desta terça-feira (14/10), notificação sobre decisão expedida pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Estado, Eugênio Couto Terra, em que concede sentença liminar ao vereador Beto Moesch (PP) suspendendo a votação do projeto que trata da reurbanização da área do Pontal do Estaleiro. De acordo com a liminar, a votação fica suspensa até o julgamento final do mérito da ação. No pedido de liminar, aceito pelo juiz, Beto Moesch defende que projeto deste caráter deve ser prerrogativa do Executivo.
Assessoria de Imprensa CMPA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s