Sobre a preservação do Parque da Harmonia

Área verde deve ser preservada

Com a aprovação unânime de nossos vereadores, foi cedida uma área ao lado da Câmara Municipal para a construção no novo teatro da OSPA.
Movimentos Ambientalistas e Moradores do Centro da cidade mobilizaram-se para mostrar sua contrariedade a isso.
Alegam que o local cedido pelo poder público é uma área verde que deve ser legalmente integrada ao Parque da Harmonia.
Com este objetivo Jair Moraes e os demais integrantes do Movimento Salve o Parque da Harmonia, montaram uma exposição fotográfica itinerante para mostrar para a população da cidade a área que está ameaçada pela construção.

Texto e fotos enviados pelo Movimento Salve o Parque da Harmonia:

Estão mutilando nosso Parque da Harmonia

Histórico
“Situado entre a Ponta da Cadeia e a margem direita do Arroio Dilúvio, o Parque foi inicialmente chamado de Porto dos Casais e depois passou a denominar-se, pela lei nº 5066, de 1981, Parque da Harmonia. Em 25 de março de 1987, pela lei municipal nº 5885, passou a chamar-se Parque Maurício Sirotsky Sobrinho. Com 65 hectares, caracteriza-se por reunir diversos aspectos da tradição gaúcha, com churrasqueiras ao ar livre e galpão crioulo, espaços destinados à manutenção e prática da cultura tradicionalista.
Conta com espaços de recreação infantil, futebol na areia, quadras de vôlei, canchas de bocha, local para pesca, aero e nautimodelismo.” Esta infra-estrutura apresentada acima é presente numa área restrita do parque, pois, no restante dele, não temos nada ofertado pela nossa ilustríssima prefeitura.

Entende-se o objetivo do abandono desta área destinada a concessão. Área esta de excelente localização, próxima a Usina do Gasômetro, perfeita para passeios, práticas de atividades físicas, brincar com as crianças, ler, reunir-se com os amigos, e desfrutar os benefícios que o contato com a natureza nos proporciona. Sendo este, um lugar perfeito para quem busca tranquilidade dentro da nossa capital. Acreditamos que estas são as justificativas do nosso prefeito, e dos vereadores para construírem um teatro no local, este que necessita de estacionamento, e vias de acesso para o mesmo, que provavelmente serão construídas no interior do parque. Sabemos que isso representa o uso de uma área maior, do que a concedida para a Fundação, que será utilizada para a construção do teatro.
Ao longo dos anos acompanhamos a construção de vários prédios do poder público, um centro de eventos, que virou restaurante, um galpão construído exclusivamente para a semana farroupilha, que acabou se tornando parte da paisagem, isto tudo na área destinada ao Parque da Harmonia.

Ao testemunhar estes acontecimentos me pergunto:
-O que diferencia um parque, de uma praça, ou de um terreno destinado a construções de grandes prédios?

Não somos contra nenhuma instituição cultural em específico, apenas não concordamos com a concessão de uma área pública, sendo esta área verde, para a construção de um teatro ou qualquer outro empreendimento arquitetônico. Acreditamos que existem outras áreas não aproveitadas para a construção deste teatro.
O Teatro Iberê Camargo e o Cais do Porto são dois exemplos dos 13 locais ofertados para este projeto que não causariam o impacto negativo na área ambiental e sócio-cultural da nossa cidade.

Salientamos que concordamos com a necessidade de uma nova casa para a OSPA, porém a grande área verde do Parque da Harmonia deve ser preservada como parte tradicional da cultura da nossa cidade.

Jair Moraes – Movimento Salve o Parque da Harmonia

Este slideshow necessita de JavaScript.

8 pensamentos sobre “Sobre a preservação do Parque da Harmonia

  1. olá

    eu gostaria de mais informações sobre esse assunto…
    porque tinha entendido que o movimento POAVIVE, era
    a favor da construção da OSPA, naquele local…

    abraços, ninki

  2. Ninki,

    Ao que eu saiba o Movimento Porto Alegre Vive nunca se manifestou diretamente sobre este assunto.
    Porém como é composto por mais de 20 entidades, é natural que existam opiniões divergentes.
    Mas uma coisa o Movimento não discute: o direito de todo o cidadão expressar suas opiniões e de ser ouvido.

    O Jair e seus companheiros do Movimento Salve o Parque Harmonia estão se manifestando democraticamente, expondo suas fotos e fazendo seus protestos.
    Isso é admirável!
    Eu, como o atual administrador do Blog, recebi seu material e dei o espaço merecido no Blog Porto Alegre Vive, mesmo que essa opinião não seja unânime no Movimento Poa Vive.

    Cesar

  3. Mais uma vez observaremos um descaso com a Cultura e as Tradições Gaúchas da parte do Governo…

    Gostaria de Salientar a Importância do espaço fisico cedido para a construção da Nova Casa Da OSPA, que realmente precisa…..porém o parque do Harmonhia ( Maurício Sirotsky Sobrinho ) ja deveria ter sido tombado como patrimonio cultural do Estado do Rio Grande do Sul, pela sua importância para o povo Gaúcho, para homens e Mulheres de Garra, de coração e acima de tudo de TRADIÇÂO.

    Deixo aqui meus pesares como Tradicionalista de sangue e coração, por estarmos perdendo um espaço que com muita dificuldade conseguimos conquistar ( a parte do acampamento farroupilha do outro lado da Churrascaria Galpão Crioulo, onde será construido o teatro da OSPA ).

    Nesta Maravilha de Porto Alegre com tantos espaços esperando por reformas ou até mesmo por investimentos principalmente culturais, teve que ser escolhido justamente o que nos pertence por direito???!!!

    Quero deixar bem claro que TBM não sou contra a construção, porém existem outros espaços para tal obra.

    “verte-se o sangue derramado, pelas veias cortadas
    cujas almas destinadas servirão de alicerce para que a cultura demonstrada outróra salientada como a Tradição que nos pertence”
    Diego Motta Calovi

  4. hola, yo soy argentina, de la provincia de Tucuman. Cuando fui a Porto Alegre, tuve la oportunidad de conocer este hermoso lugar tan lleno de espiritu tradicionalista. Quisiera expresar mi apoyo a todas las personas que hacen algo, aunque sea pequeño para preservarlo. Un saludo para todos mis hermanos brasileros. continuen luchando!

  5. Aprecio o interesse de muitas pessoas pela cultura Gaúcha, e um exemplo é da pessoa acima, Ivana Villafañe de Tucuman ( a cerca de 4 ou 5 nos atráz conheci em Torres, uma Ivana que também é de Tucuman). Gostaria de um contato com você Ivana.
    Meu contato: artsutil.torres@gmail.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s