Mais que um direito, uma obrigação!

Cópias xerox e fotos no in�cio da ação

Essa foi a conclusão que chegaram os poucos moradores das redondezas da Rua Gonçalo de Carvalho, ao saberem pelo jornal que um grande edifício-garagem seria construído junto a uma das mais belas e arborizadas ruas da capital gaúcha.

Seria uma obrigação defender a rua da ameaça que surgia.

Haeni Ficht, dentista, morador da Rua Gonçalo de Carvalho, subsíndiHaeni Ficht, iniciador do Movimento. (foto: reprodução do jornal ZH)co do edifício Ado Malagoli, era vizinho da área onde seria construída a garagem. Ele tomou a decisão de fazer algo para denunciar o que estava para acontecer. Falou com os vizinhos, procurou maiores informações e logo juntou um pequeno grupo disposto a não se omitir.Haeni, moradores e amigos da rua pedem apoios em outubro de 2005.

Os adversários eram poderosos. A obra seria construída no terreno de um Shopping Center, o proprietário do terreno era também dono (na época) de tradicional grupo jornalístico e ainda por cima, o estacionamento faria parte da construção da sede própria de um dos maiores orgulhos do Rio Grande: OSPA – Orquestra Sinfônica de Porto Alegre.Uma das primeiras manifestações em defesa da rua.

Seria difícil enfrentar adversários desse porte?

Eles acharam que se conseguissem esclarecer o problema, muitas pessoas formariam suas opiniões e apoiariam a causa.

Todos colaboravam como podiam, faziam abaixo-assinados, distribuiam cópias feitas no xerox da esquina, paravam vizinhos na rua e explicavam o caso, pediam apoios por telefone ou e-mail.Panfleto colorido pedindo apoio na Audiência Pública.

Muitos que recusavam apoio, por ser “constrangedorficar contra a OSPA, ficavam ainda mais constrangidos quando eram levados para conhecer a rua com suas árvores e pássaros.

Foi uma luta difícil, cansativa e, diziam na época, sem futuro. Não seriam alguns “inimigos da cultura e do progresso” que iriam impedir uma obra grandiosa, já decidida e autorizada pela prefeitura.

Até ameaças de agressão alguns sofreram quando da distribuição de nossos panfletos. Mas tínhamos a certeza de que estávamosAdesivo em defesa da Rua fazendo a coisa certa. Sempre tivemos a convicção disso. Descobrimos o pessoal do Porto Alegre Vive e recebemos apoios fundamentais para continuar lutando. E não fomos apoiados apenas por gente de nossa cidade: também recebemos apoios de vários lugares do Brasil e até do exterior, graças a essa ferramenta sensacional que é a Internet.

A Rua PreservadaVeio a vitória. Não apenas nossa, mas de toda a cidade e do direito do cidadão ser ouvido. A obra não saiu e a rua, com suas árvores, pássaros e seu calçamento de pedras, foi tombada como Patrimônio Histórico, Cultural e Ecológico de Porto Alegre. Pelo que temos conhecimento, o primeiro caso de uma rua tombada, no Brasil e América Latina.Placa alusiva ao Tombamento da Rua.

Infelizmente o Haeni morreu antes de ver a vitória de sua rua. Antes mesmo de ver tantas mensagens de apoio que vieram de lugares tão distantes e depois parabenizando pelo tombamento da Rua Gonçalo de Carvalho. Coisas da vida… Mas ele servirá de exemplo sempre que alguém pensar: “Não basta querer ter um mundo melhor, a gente tem é que fazer!

(Amigos da Rua Gonçalo de Carvalho)

 

A moradora mais antiga da rua, Elsie Sefton Pfau, ajudou no plantio de muitas das árvores da rua.Ato de descerramento da Placa de Tombamento.O Túnel Verde (foto Ricardo Stricher/PMPA)

Leia mais aqui:

http://goncalodecarvalho.blogspot.com/2007/01/morte-de-um-cidado.html

http://goncalodecarvalho.blogspot.com/2007/02/mentes-estreitas.html

http://goncalodecarvalho.blogspot.com/2006/07/agora-oficial.html

http://goncalodecarvalho.blogspot.com/2007/06/patrimnio-ambiental-com-placa-e-tudo.html

17 pensamentos sobre “Mais que um direito, uma obrigação!

  1. Parabéns Cesar muito boa a estrutura do blog. Tenho uma sugestão, mas não sei se é viável: colocar a possibilidade de enviarmos esse blog a um amigo.
    Conceição

  2. Pois é, Conceição…
    No Blogspot tem um botão para enviar a postagem por e-mail.
    No WordPress, não tem. Ao menos não descobri ainda como se faz isso na versão grátis.
    Na paga, existe um plugin para isso.
    Mas pedi que meu filho teste alguns scripts para ver se funciona.

    De momento, só copiando o endereço e colando no corpo do teu e-mail.

  3. Que belo exemplo o do Haeni! Uma pessoa decidida pode fazer a diferença e mobilizar outras num empreendimento coletivo. Que sirva de inspiraração!

  4. Pingback: Haeni Ficht, dois anos da morte de um líder comunitário. « Porto Alegre Vive

  5. Cesar e demais Amigos da Gonçalo;

    A RESISTÊNCIA FOI PRECISO E ELE FEZ A DIFERENÇA!!!

    A lembrança da sua delicadeza e da sua determinação ficaram definitivamente gravadas em nossos corações.

    Um fraterno e ecológico abraço,

    Sandra.

  6. Bonito exemplo mesmo. Mostra que a gente não deve desistir nunca de nossos ideais.
    Estou orgulhosa por vocês

  7. Pingback: Festival das Árvores nº 22 - Festival of The Trees #22 « ÁRVORES VIVAS em NOSSAS VIDAS

  8. WOW!
    It’s AMAZING!!!!

    From TREES and Other Poems, written by Joyce Kilmer

    TREES

    I think that I shall never see
    A poem lovely as a tree.

    A tree whose hungry mouth is prest
    Against the earth’s sweet flowing breast;

    A tree that looks at God all day,
    And lifts her leafy arms to pray;

    A tree that may in summer wear
    A nest of robins in her hair;

    Upon whose bosom snow has lain;
    Who intimately lives with rain.

    Poems are made by fools like me,
    But only God can make a tree.

  9. Tradução enviada pelo Paulo Vencato, que liderou o Movimento em defesa do Túnel Verde da rua Marquês do Pombal:

    ÁRVORES

    Acho que nunca verei
    Um poema tão lindo quanto uma árvore.

    Uma árvore cuja boca faminta se aconchega
    No doce seio da mãe terra;

    Uma árvore que admira Deus o dia inteiro,
    E eleva seus braços frondosos em prece;

    Uma árvore que pode no verão usar
    Um ninho de pássaros em seus cabelos;

    Em cujo seio a neve se deposita;
    Que vive intimamente com a chuva.

    Poemas são feitos por tolos como eu,
    Mas só Deus pode fazer uma árvore.

  10. Pingback: As ruas mais bonitas do mundo? As árvores fazem amigos! « Porto Alegre Vive

  11. Observada de cima, a Rua Gonçalo de Carvalho mais parece um “rio verde” rasgando o emaranhado de concreto. Continuando a observar, mentalizo com todas as forças para que esse “rio” transborde e inunde toda a Porto Alegre.

  12. Pingback: Haeni Ficht « Porto Alegre RESISTE!

  13. Ola! Me chamo Danilo sou de São Paulo-Capital,sou musico compositor e tambem fiz um trabalho com moradores de rua aqui quando fiquei desempregado!! Transformei a vida de alguns dele em musica e estou te enviando e-mail de uma delas .Se achar legal responda a este e-mail e depois entre no GOOGLE e procure paginas onde contém meu site e deixe seu recado.Será de muita importancia!
    Qua a PAZ esteja com voce,Sempre!

    Abraços!

    Danilo Branco

    Obs: A musica se chama: “ONDE MORA A DOR DE RUA?

  14. Pingback: Cinco anos da morte do Haeni « Porto Alegre RESISTE!

  15. Pingback: Qualidade de Vida não se compra em shopping! « Porto Alegre RESISTE!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s